Produtos Naturais

Sobre o Chá Verde

O chá verde, que cresce nos climas particularmente úmidos, contém múltiplos polifenóis, chamados de catequinas. Dentre eles, a epigalocatequina-3-galato --ou EGCG--é uma das moléculas nutricionais mais poderosas contra os mecanismos necessários à invasão dos tecidos e à formação de novos vasos pelas células cancerosas. Ela é destruída durante a fermentação necessária à fabricação do chá preto, mas está presente em abudância no chá que permaneceu "verde" (não fermentado). Após duas ou três xícaras de chá verde, a EGCG está presente no sangue em grandes quantidades, espalhando-se por todo o organismo através dos pequenos vasos capilares que cercam e nutrem cada célula do corpo. ela se coloca na superfície destas últimas e se encaixa nos interruptores (os "receptores"), cuja função é dar o sinal que permite a invasão dos tecidos por células estrangeiras, como as células cancerosas.

A EGCG é também capaz de bloquear os receptores que desencadeiam a criação de novos vasos. Os receptores não respondem mais aos comandos que lhes são enviados pelas células cancerosas - via fatores da inflamação - para invadir os tecidos vizinhos e fabricar os novos vasos necessários ao crescimento dos tumores.

Richard Béliveau e seu grupo de trabalho testaram, em seu laboratório de medicina molecular de Montreal no Canadá, os efeitos da EGCG do chá verde sobre diversas linhagens de células cancerosas. Eles observaram que ela desacelerava consideravelmente o crescimento das células de leucemia, do câncer de mama e da boca.

O chá verde age também para desintoxicar o organismo. Ele ativa os mecanismos do fígado que permitem eliminar mais rapidamente as toxinas cancerígenas do organismo. No camudongo, bloqueia até o efeito dos cancerígenos químicos responsáveis por tumores de mama, pulmão, esôfago, estômago e cólon.

Quando um paciente com câncer é tratado com radioterapia + chá verde, os resultados são superiores do que quando é tratado só com a radioterapia.

Fonte: Livro Anti-Câncer do Dr. David Schreiber. Páginas 128-129. Editora Fontanar. 2007.

Clique no link abaixo e veja em arquivo pdf, um trabalho científico sobre o chá verde.

Chá Verde.pdf (469786)

 

 

O AÇAFRÃO E A CURCUMINA

 

                                                                           

 


Cúrcuma, curry tem como princípio ativo o corante natural curcumina. Existem 03 tipos de curcuminas na cúrcuma: curcumina, demetoxicurcumina e bisdesmetoxicurcumina, todas presentes no açafrão. A curcumina é o pricipal flavonóide da cúrcuma, dando aquela cor amarelo-ouro, e tem efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes, anti-mutagênicos e anticancerígenos. Uma das principais funções da curcumina é diminuir a ação inflamatória do fator nuclear de transcrição, o NFKBeta, o qual está associado ao desenvolvimento e crescimento de células malignas e envolvido na resposta celular das citocinas.

A curcumina inibe a resposta inflamatória, diminuindo a ação das interleucinas um e seis, além de diminuir a proteína C reativa (PCR). Está associada à diminuição da incidência de câncer hepático, reduz também câncer de estômago. Diminui o colesterol. Diminui o fibrinogênio que quando está alto provoca o trombo nos vasos. Tem ouma ótima ação antitumoral. Açafrão e cúrcuma inibem o estrogênio, diminuindo assim a incidência de câncer de mama. Trata desordens digestivas, estimula a fabricação da bile, facilitando a digestão e eliminando os gases digestivos.

Tem um excelente fator de proteção no fígado. Diminui a esteatose hepática (fígado gorduroso) e evita cânceres do fígado e da vesícula biliar. Tem um potente efeito antioxidante, similar ao do açaí.

Tem bons resultados na Artrite Reumatóide devido ao seu potente efeito anti-inflamatório. Evita cânceres do intestino, próstata, mama, pele (usado como creme hidrogel), entre outros.

==> IMPORTANTE: Para que todos esses efeitos sejam aproveitados, é importante que junto com a cúrcuma seja acrescentado a pimenta do reino, pois ela aumenta em 150% a absorção da curcumima. Se tomada a curcumina isoladamente, só será aproveitada apenas 25% do que se ingere, pois ela tem uma baixa absorção no trato digestivo e uma rápida metabolização no sangue. Portanto é muito importante essa associação com a pimenta do reino, pois ela tem a piperina que leva a uma maior absorção da curcumina. Pode-se juntar também o azeite de oliva, junto com a pimenta do reino, que aumenta mais ainda a sua absorção.

Obs: pode-se também formular tais associações. Procure seu médico nutrólogo que ele o receitará.

Use o açafrão em substituição ao colorau no arroz e em preparações de um modo geral, sempre com a pimenta do reino.

O açafrão é originário da Índia e é da mesma família do gengibre.

Segue abaixo um artigo científico, em inglês, de uma das revistas científicas sobre o câncer mais respeitadas do mundo. Podem baixar em pdf.

  Curcumina.pdf (473738)

 

VEJA ABAIXO UM VÍDEO DE ENTREVISTA COM UMA NUTRICIONISTA, SOBRE O AÇAFRÃO.

 

 

 

 

ALCACHOFRA

 

Alcachofra, de nome científico Cynara scolymus, é uma planta medicinal que serve para emagrecer e para complementar diversos tratamentos, tais como: baixar o colesterol; combater a anemia; regular os níveis de açúcar no sangue e combater os gases, por exemplo. Ela é originária de países do mar mediterrâneo, como a Grécia, e, para muitos, a alcachofra é considerada afrodisíaca.

Propriedades da Alcachofra

Ela é rica em folato, vitamina C, magnésio, contém o fitoquímico cinarina responsável pela produção da bile e facilitadora da digestão e rica do flavonóide silimarina, que é um potente agente bloqueador do crescimento de células malignas e importante da detoxificação hepática, por diminuir a gordura do fígado e o ferro do fígado, ou seja, a esteatose hepática e a hemocromatose.

A alcachofra é anti esclerótica; depurativa do sangue; digestiva; diurética; laxante, anti-reumática; anti-tóxica; hipotensora e é boa para baixar a febre.

Para que serve a Alcachofra

Anemia; má digestão; combater o aumento do colesterol, ácido úrico e triglicerídeos; aterosclerose; diabetes; doenças do coração; febre; fígado; fraqueza; gota; hemorroidas; hemofilia; pneumonia; reumatismo; sífilis; tosse; problemas urinários, como cálculo renal devido ao ácido úrico..

Modo de uso da Alcachofra

A alcachofra pode ser consumida in natura, em forma de salada crua ou cozida; chá ou em cápsulas industrializadas.

As cápsulas da alcachofra devem ser consumidas antes ou depois das principais refeições do dia, juntamente com um pouquinho de água.

  • Chá de alcachofra: Colocar numa xícara de água fervente, de 2 a 4 g das folhas de alcachofra e deixar repousar por 5 minutos. Coar e beber a seguir. 

Receita do chá de Alcachofra

Ingredientes

  • Alcachofra
  • Água

Modo de preparo

Ferva 2 colheres da folha de alcachofra picada com 1 litro de água, deixe esfriar e coe. Tome 1 xícara (de chá) 3 vezes ao dia, após as principais refeições. Cada xícara de chá deve ser preparada e consumida imediatamente, para conservar o máximo de suas propriedades medicinais.

Receita de alcachofra gratinada

Consumir a alcachofra gratinada é uma deliciosa forma de aproveitar os benefícios desta planta medicinal.

Ingredientes

  • 2 flores de alcachofra
  • 1 pacote de creme de leite
  • 2 colheres de sopa de queijo ralado

Modo de preparo

Para preparar a alcachofra gratinada, basta colocar todos os ingredientes fatiados numa assadeira e temperar com sal e pimenta. Acrescente o creme de leite por último e cubra com o queijo ralado, levando para assar no forno a 220ºC. Sirva quando estiver bem douradinho.

Efeitos colaterais da Alcachofra

Não há.

Contraindicações da Alcachofra

Indivíduos com obstrução do ducto biliar, durante a gravidez e amamentação.

Artigo científico sobre a alcachofra. Faça o download, em pdf, abaixo:

Alcachofra.pdf (108683)

 

VEJA UM VÍDEO ABAIXO DE UMA NUTRICIONISTA SOBRE A ALCACHOFRA.